carro oficina

Vai levar o carro na oficina? Veja algumas dicas para não ser enganado

Hoje na dica do dia aqui do blog do Detran SP, vamos dar dicas para você que precisa levar o carro na oficina. Cuidados com orçamento, peças originais e garantia, são alguns dos cuidados que você precisa tomar antes de procurar uma oficina para consertar seu carro. Confira.

Muita gente que precisou de uma oficina mecânica para consertar o carro, depois descobriu que foi enganada. Peças que foram trocadas sem necessidade, itens com preços de original, mas que eram fajutos, valores fora do padrão e por aí vai. Para evitar isso, o PROCON dá dicas de como escolher uma oficina e o que fazer para se proteger dos picaretas.

Primeiro: escolha uma oficina indicada por conhecidos seus que já tenham utilizado os serviços dela e estejam satisfeitos. Visite o lugar e verifique se é organizado, se tem ferramentas e equipamentos básicos. Além disso, quem vai contratar a oficina deve pesquisar preços e qualidade.

mecanico olhando motor do carro

Orçamento

Antes de contratar os serviços, peça um orçamento por escrito, em papel timbrado da oficina, com data, carimbo e assinatura. Nele devem vir discriminados todos os serviços que serão executados, as peças com defeito e os valores de cada item, incluindo a mão-de-obra. O documento serve para que o motorista saiba quanto vai gastar, e também para que a oficina não cobre, no final, por peças ou consertos que não faziam parte do orçamento.

Peças originais

Outra dica do PROCON: compre você mesmo as peças que serão trocadas, em vez de deixar isso a cargo da oficina e só pagar tudo no final. Quando é a oficina que adquire as peças, elas em geral são mais caras do que se o cliente fizer a compra.
No final do serviço, exija as peças antigas de volta – uma forma de certificar-se de que elas foram realmente trocadas e de que não serão vendidas a outro consumidor.

Autorizadas

O PROCON alerta ainda que alguns carros importados e alguns equipamentos, como injeção eletrônica, só devem ser consertados por oficinas especializadas.

90 dias de garantia

De acordo com o PROCON, todos os serviços realizados devem ter, obrigatoriamente, garantia de 90 dias. Se o serviço não estiver de acordo, a oficina é obrigada a refazê-lo gratuitamente, devolver o dinheiro, ou devolver a diferença de valor entre o que foi contratado e o que foi executado.
Para ter direito a garantia, é necessário pedir a nota fiscal. A nota traz a lista de consertos realizados e de peças trocadas, além dos valores correspondentes. Sem ela, não há como cobrar legalmente se houver algum problema.

Recomendações finais

– Verifique se a oficina cobra para fazer o orçamento antes de pedi-lo.

– Se estiver em dúvida quanto à idoneidade da empresa, consulte o banco de dados do PROCON.

– Quando deixar o carro na oficina, peça um documento descrevendo as condições gerais do veículo, fazendo constar também a quilometragem e o nível de combustível;

– Antes de retirar o automóvel da oficina, verifique se ele se encontra nas mesmas condições em que foi deixado, checando se não há arranhões, amassados ou outros estragos.

– Se o conserto solicitado for de funilaria, observe o reparo à luz do dia.

– Se o problema era mecânico, dê algumas voltas na quadra para garantir que o problema foi resolvido.

– Observe se tudo o que foi contratado foi, de fato, realizado, e só retire o carro se estiver tudo de acordo.

– Se a oficina não executou todos os serviços, não retire o veículo e redija um documento explicando os motivos de sua recusa. Faça o dono da oficina assinar, dizendo que tomou conhecimento das razões.

– Se não houver acordo, registre Boletim de Ocorrência na delegacia de polícia mais próxima.

– EM CASO DE DÚVIDA, PROCURE O PROCON

No Responses

Leave a Reply